Cidades inteligentes e oportunidade de negócios

Cidades inteligentes e oportunidade de negócios

Em primeiro lugar, sobre este tema, é preciso saber que cidades inteligentes são aquelas que têm como objetivo melhorar a qualidade de vida da população. Por isso, essa mudança é feita com base na otimização dos recursos e da infraestrutura.

Para que isso aconteça, a tecnologia é uma ferramenta fundamental. Assim, toda a área urbana se torna cada vez mais sustentável. Além disso, também são incentivados o desenvolvimento da população e a mobilidade.

Eventualmente, desse modo, é criado um município sustentável e criativo, que, por meio do planejamento de sua área urbana, utiliza de forma estratégica os recursos disponíveis.

Portanto, dentre as ações utilizadas pelas cidades inteligentes, podemos citar:

  • reuso de água;
  • investimento em energias renováveis;
  • coleta seletiva de lixo,
  • priorização de meios de transporte não poluentes;
  • práticas sustentáveis que contribuem com a preservação do meio ambiente.

Pilares das cidades inteligentes

Certamente, as cidades inteligentes representam um conceito que vai muito além de tecnologia e internet em todo lugar. Por isso, a base e a principal finalidade de uma cidade inteligente são as pessoas. Portanto, é para o bem-estar e o desenvolvimento da população que a cidade inteligente deve estar voltada.

Inclusive, desse modo, é possível dizer que uma cidade inteligente se desenvolve com base nos seguintes fatores:

  • conhecimento, aprendizado e criatividade;
  • aspectos tecnológicos e empresariais;
  • comunidade inteligente.

Atualmente no Brasil, existe a Rede Brasileira de Cidades Inteligentes e Humanas, que trata diretamente do tema “cidades inteligentes” no Brasil. Assim sendo, ela é composta por gestores, especialistas e pesquisadores das maiores cidades brasileiras. Estes, por sua vez trabalham sobre o tema “cidades inteligentes” desde 2010. Assim sendo, têm grande experiência e vários estudos em políticas públicas para cidades inteligentes.

Por isso, em seu artigo As Cinco Camadas da Cidade Inteligente, a instituição apresenta de forma detalhada os aspectos mais relevantes que compõem uma cidade que pode ser realmente considerada inteligente. Em seguida, veremos cada um deles.

5 camadas das cidades inteligentes

Primeira camada

Eventualmente, a primeira camada, evidentemente, é composta pelas pessoas. Portanto, com a finalidade de ter cidades inteligentes, primeiramente é necessário compreender certos aspectos da vida da população local: como é a composição dela e quais são as suas necessidades. Além disso, não se pode ignorar os problemas que a população enfrenta no presente e os seus anseios para o futuro.

Segunda camada

A segunda camada caracteriza o subsolo da cidade. Em resumo, é preciso compreender as suas redes de água, esgoto, telefonia, energia e fibra óptica, dentre outros. Portanto, nas cidades inteligentes, aA tecnologia favorece a implantação de galerias técnicas, com sensores na tubulação para que haja uma conexão entre tecnologias para reduzir os custos de serviços e a manutenção dos sistemas.

Terceira camada

A terceira camada é o solo. Desse modo, podemos considerar o que está acima dele. Logo, as cidades inteligentes precisam ter, essencialmente: trabalho, educação, lazer e moradia. Além disso, devem ser planejadas para evitar grandes deslocamentos por parte da população e também reutilizar recursos na medida do possível. Portanto, o transporte coletivo deve ser incentivado, além de meios não poluentes, como as bicicletas.

Quarta camada

A quarta camada é a tecnologia. Em resumo, podemos considerar como uma referência de estrutura uma cidade inteligente que tenha uma central de operações. Inclusive, ela é a responsável pela gestão, iluminação e também pela rede de fibra ótica. Inclusive, esses são requisitos básicos da quarta camada.

Quinta camada

A quinta camada é a Internet das Coisas (IoT). Ou seja, é o meio para tratar os dados e trabalhar com inteligência artificial para a gestão da cidade inteligente.

Eventualmente, nesse conceito, entram diversas estruturas necessárias para o bom funcionamento da cidade. Por exemplo: semáforos inteligentes, prestação de serviços à população, segurança, educação etc. Inclusive, naturalmente, isso impacta as empresas e cria oportunidades de negócios. Além disso, segundo o artigo, uma cidade só pode ser considerada inteligente quando apresenta trabalho nas cinco camadas.

Portanto, as camadas podem e devem ser tratadas de forma paralela e integrada umas com as outras. Certamente, é preciso que as cidades inteligentes desenvolvam um Plano Mestre de Cidade Inteligente. Assim, os conceitos são integrados gradativamente à vida das cidades já existentes.

Além disso, vale frisar que, sem trabalhar cada uma das camadas, a cidade ainda poderá ser digital ou sustentável. Até mesmo um exemplo de mobilidade urbana. No entanto, não será uma cidade inteligente.

Em síntese, as cidades inteligentes estão um plano acima das digitais e sustentáveis. Por isso, em uma nova visão, podem ser consideradas como a origem das demais.

Cidades inteligentes pelo mundo

Eventualmente, no mundo, existem várias cidades que aderem ao conceito. Dentre elas, podemos citar alguns exemplos, tais como: Songdo, na Coréia do Sul e Laguna, em São Gonçalo do Amarante, no Ceará.

Songdo, na Coreia do Sul, foi a primeira cidade inteligente do mundo. A construção foi iniciada em 2005 e tinha data final prevista para 2018, mas começou a ser habitada bem antes.

Dessa forma, Songdo é uma cidade inteligente planejada para 40 mil moradores, totalmente comandada por tecnologia, com o emprego de uma rede wireless. Por exemplo, todos os serviços, desde a coleta de lixo até o controle de trânsito, são gerenciados por sistemas inteligentes.

Além disso, a cidade conta com mobilidade inteligente, com veículos que são elétricos ou se deslocam na água, além de mais de 25 km de ciclovias. Além disso, para evitar engarrafamentos, a cidade conta com sensores no solo, que identificam a velocidade dos veículos e calculam o tempo necessário para os semáforos.

Cidade inteligente do Brasil

No Brasil, o assunto ganhou relevância a partir da criação da primeira cidade inteligente de baixo custo do mundo. Ela foi desenvolvida em São Gonçalo do Amarante, no Ceará.

Inclusive, durante o Congresso Internacional de Sustentabilidade para Pequenos Negócios 2019 (Ciclos), em Cuiabá (MT), o tema foi abordado em um dos painéis.

A executiva Susanna Marchionni, CEO no Brasil da Planet Smart City — empresa responsável pela obra — foi uma das palestrantes do evento. Em entrevista ao Sebrae, ela disse:

“Primeira do mundo, lançada no Ceará, com infraestrutura de altíssima qualidade, serviço de tecnologia ao alcance de todos, mas, antes de tudo, pessoas. As cidades inteligentes devem sim ter tecnologia, mas pensada como meio e não como fim. No final, o mais importante é a inclusão social, porque as pessoas são o centro da sociedade.”

Esperamos que o conceito de cidades inteligentes inspire você a fazer negócios de uma maneira cada vez mais criativa e sustentável.

Oportunidades de negócios

O novo conceito das cidades inteligentes ainda se apresenta de forma lenta no Brasil, mas representa grande transformação para os negócios. Inclusive, representa mudança de paradigmas no trabalho nos negócios, que passam a ser realizados dentro da localidade onde as pessoas moram.

Além disso, surgem oportunidades em áreas como sustentabilidade, permitindo que empresas deste ramo atuam com consultorias cada vez mais especializadas. O mesmo ocorre para empresas de reaproveitamento de lixo e inovação, com soluções disruptivas para as novas cidades e a forma de abastecimento delas, por exemplo.

Técnicas de negociação para vender mais

Técnicas de negociação para vender mais

Primordialmente, todos os dias, fazemos diversos acordos e tentamos vender coisas. Desde um produto até uma ideia ou um argumento, precisamos convencer outras pessoas de que estamos com a razão sobre determinado assunto. Por isso, fazemos uso de técnicas de negociação, às vezes até mesmo sem perceber.

Além disso, também caímos na lábia de negociantes espertos a todo instante. Compramos e acreditamos em ideias que nos vendem por aí. Cedemos a argumentos de pais, filhos e cônjuges.

É impossível negar que a negociação faz parte da vida das pessoas! Mas como fazer negociações que sejam favoráveis e não se deixar levar pelos mais persuasivos e favorecer seu negócio?

Então, com esse objetivo resolvemos criar este post com algumas técnicas para negociar melhor. Acima de tudo, são estratégias simples que ajudarão você a fazer mais vendas — por valores mais elevados —, fechar acordos e influenciar pessoas em suas relações cotidianas.

Chega de perder vendas por falta de técnicas de negociação! Vamos ao que interessa?

Técnicas de negociação essenciais

Acima de tudo, seja em sua vida pessoal ou profissional, conhecer técnicas de negociação pode ser a chave para alcançar melhores resultados. Por isso, pessoas que atuam diretamente com clientes devem explorar as melhores e mais eficientes estratégias de negociação para alcançar o objetivo de aproveitar todas as oportunidades.

Eventualmente, a boa notícia é que qualquer pessoa pode se tornar um ótimo negociador ao seguir algumas dicas específicas. Para isso, existem inúmeras técnicas de negociação que podem ser aplicadas nas mais diversas situações do dia a dia e rendem grandes resultados.

Abaixo, você confere as melhores!

Estude o produto e o cliente

Conhecimento é poder. Então, antes de começar uma negociação, é importante que exista um planejamento consistente. Bons vendedores são aqueles que conhecem bem o seu produto: características, benefícios e diferenciais.

Portanto, também é recomendável a realização de um estudo prévio a respeito do cliente. De acordo com esse levantamento será possível responder perguntas como: o que ele espera obter com a negociação? Além disso, quais são as suas expectativas e o seu orçamento para a compra? Assim sendo, essas são apenas algumas das perguntas que podem ser respondidas antes do encontro.

Essa é considerada uma das principais e mais básicas técnicas de negociação que existe. Por isso, quando o vendedor conhece o seu produto e o seu cliente, as chances de ser surpreendido durante a negociação são menores.

Além disso, estar um passo adiante possibilita ao negociador ter uma margem muito maior durante a conversa.

Ouça o seu cliente

Primordialmente, o processo de convencimento fica muito mais fácil e efetivo quando existe intimidade e proximidade entre as partes. Por isso, um erro comum durante a negociação é o vendedor começar a falar sobre as características e qualidades do produto, sem escutar o que o possível comprador tem a dizer.

Da mesma forma, quando paramos para escutar verdadeiramente o outro, criamos um clima de confiança e segurança. Além disso, a outra pessoa deixa de perceber a conversa como uma simples venda, mas sim como uma experiência verdadeira e humana.

Por isso, ter empatia durante a negociação estimula a decisão pela compra do produto ou serviço oferecido.

Mantenha o foco nas vendas

Ouvir o cliente é importante, mas não é preciso agir como um amigo íntimo. É importante manter o foco na venda, ainda que, para isso, seja necessário ser mais incisivo em algum momento. Portanto, a objetividade é uma das receitas mais lucrativas para maximizar os lucros.

Eventualmente, quando o vendedor se mostra amigável, consegue atrair o cliente. Por isso, a partir desse momento, é interessante deixar claro o objetivo da negociação, sem meias-palavras ou muitos rodeios. Logo, focar na solução para o problema é uma excelente ideia.

Afinal, ambos estão ali pelos mesmos interesses, certo?

Faça concessões no momento certo

Sobretudo, uma das técnicas para negociações de sucesso mais aplicadas é a de fazer concessões. Essa estratégia parte do pressuposto de que o melhor acordo é aquele que gera benefícios para todas as partes envolvidas. Por isso, quando o vendedor se mostra disposto a renunciar a algo, o cliente se aproxima e pode se decidir.

Mas é importante que as concessões sejam inteligentes e realizadas no momento certo. Por isso, uma dica poderosa é começar a conversa mostrando um preço superior, no caso da venda, ou com uma proposta inferior, no caso da compra.

Dessa forma, no momento oportuno, o vendedor ou comprador diminui as suas expectativas, abrindo mão de parte do valor ou oferecendo esse percentual a mais em sua proposta.

Geralmente, a concessão é feita quando o cliente demonstra dúvida, mas com indícios de que deseja realizar a transação.

Seja paciente

Algumas negociações podem durar poucos minutos e outras podem levar várias horas ou muitos dias. Em síntese, tudo dependerá do nível de complexidade, do valor envolvido e do cliente em questão.

Para você ter uma ideia, no livro Sonho Grande, que conta a história de grandes empresários como Jorge Paulo Lemann, a autora mostra os bastidores de negociações como a realizada com a Anheuser-Busch, fabricante da cerveja Budweiser, que levou anos para se concretizar.

Eventualmente, como muitos empreendedores não têm fôlego financeiro e paciência para suportar negociações demoradas, eles se desesperam no meio da negociação por estarem exaustos ou resignados.

Portanto, uma das premissas de uma negociação é ter paciência e foco, para saber o momento certo de finalizá-la.

Momentos de estresse, mudanças súbitas no comportamento e concessões nada inteligentes, por puro desespero, podem transformar uma negociação de potencial em uma experiência fracassada. Por isso, é importante ser resistente e demonstrar paciência.

Em resumo, mesmo que o seu negócio não tenha — ainda — o porte da AmBev, você sempre poderá fazer negociações melhores, que o permitam obter mais prazo, economia de recursos e outros benefícios. E, naturalmente, isso também se aplica à sua vida.

Essas são as principais técnicas que podem ser usadas para gerar mais vendas. Elas servem para todo e qualquer tipo de negociação, desde as empresariais até aquelas que acontecem no dia a dia, com amigos e familiares. Cientes disso, esperamos que o ajudem a prosperar ainda mais!

Tenha sempre em mente que as melhores negociações são aquelas em que não há perdedores; todos os envolvidos saem ganhando de alguma forma.

Gostou desse post? Então, conte para a gente quais outros assuntos você gostaria de ver abordados por aqui. A sua participação é muito importante para prepararmos conteúdos de valor.

13 canais do YouTube para empreendedores e empresários

13 canais do YouTube para empreendedores e empresários

No empreendedorismo, vídeos podem ser ferramentas valiosas de aprendizado e inspiração. Inclusive, isto vale tanto para quem deseja abrir o seu negócio quanto para quem já tem a sua empresa. Porquanto, o YouTube tem se tornado uma ferramenta cada vez mais importante para quem quer tirar sua ideia do papel ou aprimorar seu negócio. É possível aprender muito sobre o que você quiser na plataforma de vídeos. Em vista disso, listamos aqui alguns canais do youtube para empreendedores e empresários.

Com praticamente 2 bilhões de usuários conectados, os vídeos do YouTube já correspondem a 10% do tráfego da internet. Isso mostra a importância que a plataforma tem ganhado em todo mundo. Isto se dá devido à praticidade que os vídeos representam para a diversão e para o aprendizado. Então, confira alguns dos melhores canais sobre empreendedorismo disponíveis no YouTube. Eles têm conteúdo para inspirar e contribuir com seu desenvolvimento como empreendedor.

Youtube para empreendedores e empresários

1. Sebrae Minas

Vamos começar com nossa referência, nosso canal oficial no YouTube, só porque somos apaixonados por entregar conteúdo valioso para quem é nosso cliente.  Portanto, você precisa saber que nosso canal tem vídeos para ajudar você que se interessa por empreendedorismo. E também, para quem quer saber mais sobre como abrir uma empresa, ampliar ou melhorar seu negócio. Ainda não conhece nosso canal? Ele está cheio de vídeos que abrangem a elaboração do plano de negócios e temas como gestão, marketing e finanças. Aproveite!

2. Endeavor

No canal da Endeavor, você encontra uma coleção de vídeos de capacitação e inspiração em diversos formatos. Isso inclui: pílulas, mentorias, webséries, palestras, relatos de empreendedores e histórias inspiradoras.

Todos trazem dicas de gestão, marketing, finanças e planejamento estratégico. Primordialmente, os vídeos mostram grandes empresários. Dentre eles, podemos citar:  Jorge Paulo Lemann, Abílio Diniz e Romero Rodrigues. Eles contam suas histórias ou dão dicas e informações relevantes para quem quer se destacar no mercado.

Entre os vídeos mais assistidos estão os da série Day 1, que retrata o início de grandes nomes do mercado, como Robinson Shiba, fundador do China in Box.

3. Arata Academy

Seitii Arata é o fundador de uma das principais plataformas educacionais online, com foco em autodesenvolvimento, o Arata Academy.  Este canal do youtube tem foco no treinamento online para jovens empresários e profissionais, que desejam alcançar resultados de excelência.

No Arata Academy, Seitii fale muito sobre produtividade, finanças e métodos de aprendizagem rápida. Os vídeos também têm um leve senso de humor, o que prende a atenção de quem assiste. Não deixe de conferir!

4. Geração de Valor

O canal Geração de Valor é mantido pelo empresário Flávio Augusto. Presidente e fundador da rede de Wiser Educação, da qual faz parte a escola de idiomas Wise Up. Com história de vida, digna de cinema, Flávio Augusto cresceu na periferia do Rio de Janeiro e se tornou um dos empresários brasileiros de maior sucesso no mundo. Logo, ele se aproveita de sua visibilidade, para propagar informações sobre empreendedorismo em seu canal do YouTube.

Acima de tudo, o canal do Geração de Valor apresenta personalidades, jovens empreendedores e pessoas com histórias de superação e sucesso. Não raro, Flávio Augusto apresenta suas experiências pessoais nos vídeos do canal. Além disso, o Geração de Valor ainda conta com palestras e conversas com grandes nomes do empreendedorismo brasileiro.

5. Google para seu negócio

Você já quis entender melhor alguma ferramenta da Google e não sabia onde tirar sua dúvida? A resposta está no canal Google para Seu Negócio.  Acima de tudo, este canal dá dicas e fala sobre temas relacionados às soluções e ferramentas oferecidas pela Google, claro. Inclusive, no canal, você também fica por dentro das novidades e eventos realizados pela empresa.

6. Conrado Adolpho

Conrado Adolpho é empresário e autor do livro Os 8Ps do Marketing Digital. Inclusive ele é um profissional bem conhecido no meio brasileiro, especialmente no que diz respeito a marketing e vendas. Em seu canal no YouTube, Conrado Adolpho tem o objetivo de ajudar pequenos negócios a começarem ou a crescerem com a ajuda da internet. Portanto, por lá, você vai encontrar vídeos conteúdos como: estratégias de marketing digital, vendas, cursos, depoimentos e palestras.

7. Gustavo Cerbasi

Gustavo Cerbasi é consultor financeiro e autor de diversos livros sobre investimentos, finanças pessoais e empreendedorismo. Dentre seus livros estão: Casais inteligentes enriquecem juntos, Investimentos Inteligentes, Empreendedores inteligentes enriquecem mais e Como Organizar sua Vida Financeira. Por isso em seu canal no youtube, Cerbasi fala sobre planejamento de finanças. Além disso, ele também tira dúvidas sobre investimentos e ensina estratégias para investir da maneira correta.

8. Man in the Arena

O Man in the Arena é mais conhecido como vdieocast. Ele é apresentado por Leo Kuba, CEO da Inkuba, agência de marketing e comunicação digital. Também é destaque do canal, Miguel Cavalcanti, empreendedor à frente da BeefPoint e da AgroTalento. Estas duas empresas oferecem conteúdo de especialização para profissionais do agronegócio.

No canal, os dois empresários entrevistam empreendedores e representantes de negócios inovadores. Nos vídeos, são mostradas as trajetórias dos negócios do início até ganharem nome. Entre os destaques estão líderes de organizações como Uber, School of Life e Catarse.

O canal já foi citado no The Next Web, site especializado em conferências sobre tecnologia e negócios, sendo considerado um dos cinco podcasts de empreendedorismo de destaque na América Latina.

9. Startupi

A Startupi atua desde 2008 como uma plataforma de divulgação de conhecimentos sobre o mundo das startups. O canal no YouTube foi criado em 2013. Desde então, publica vídeos com informações do mercado, focando, principalmente, em inovação, tecnologia, negócios, empreendedorismo e investimentos.

10. Canal do Empreendedor

Ultrapassando 1 milhão de visualizações, o Canal do Empreendedor “foi criado para inspirar empreendedores brasileiros em busca de conteúdo relevante para seus negócios”, de acordo com a própria descrição.

Nele, você encontra documentários, depoimentos inspiradores e episódios que trazem empreendedores reais para compartilhar informações, dificuldades, experiências e histórias de sucesso.  O principal objetivo é inspirar quem pensa em começar um negócio.

11. Espaçonave

O canal da empreendedora Rafa Cappai, Espaçonave, é focado em ajudar pessoas que desejam transformar uma paixão em negócio. Com o bordão “Criativo e empreendedor, sim, senhor!” e uma boa dose de humor, o canal contém entrevistas com vários empreendedores. Estes conseguiram obter sucesso trabalhando com alguma paixão, como escrita e artesanato. Em alguns vídeos, Rafa Cappai dá dicas para desenvolver seus talentos, organizar ideias para um negócio iniciante, vender e lidar com clientes.

12. Mundo do Marketing

O mundo do marketing é um portal que fala sobre marketing, ferramentas de inteligência estratégica, pesquisas estudos e muito mais. Em seu canal no YouTube  há uma variedade de vídeos. Eles abrangem informações, dicas e discussões sobre tudo o que está no portal, ampliando as informações. O canal também conta com vídeos de entrevistas com diversos profissionais conhecidos da área de marketing.

12. TED Brasil

Focado em espalhar ideias no formato de discursos inspiradores com até 18 minutos, as conferências do TED se tornaram famosas em todo mundo. No TED Brasil você pode conferir alguns destes vídeos. São histórias de pessoas que têm conhecimento avançado em assuntos do dia a dia, ou que já realizaram feitos incríveis que nos inspiram a fazer mais em nosso dia a dia.

Outros canais

Esta lista poderia ser muito maior. Mas fizemos uma seleção de alguns canais para inspirá-lo a manter-se em constante aprendizado como empreendedor. Esses canais oferecem importantes lições sobre o mundo do empreendedorismo, da gestão de negócios e de outros tópicos essenciais para quem quer começar ou estruturar seu negócio. Aproveite bem!

Artigos mais lidos de 2018

Artigos mais lidos de 2018

Para empreendedores e empresários, a leitura é uma ferramenta que permite ampliar os conhecimentos, descobrir novas possibilidades e aprimorar os negócios. Por isso, selecionamos os artigos mais lidos em 2018 para que você possa se preparar ainda mais para os desafios do mercado neste ano.

  1. Gestão e relações de trabalho

gestor

Este artigo mostra o significado de ser gestor de pessoas, como um papel para além da tarefa de delegar atividades e cobrar resultados. Nele você entenderá que a responsabilidade e o compromisso do gestor passam também pela atenção às relações estabelecidas no ambiente corporativo, pois são elas que estabelecem o clima organizacional e podem determinar os resultados de uma empresa. Isso e muito mais você confere no artigo de Vanessa Belli, o papel do gestor nas relações de trabalho.

  1. Planejamento de vendas

planejamento_de_vendas

Se você tem ou pretende ter um negócio, precisa entender o planejamento de vendas. Saiba quais são os cuidados necessários para vender de forma organizada e controlada, a partir da compreensão do contexto do consumo e dos passos do planejamento de vendas, apresentado neste artigo de Luciana Lessa.

  1. Negócios de farmácia

duas mulheres em pé olhando prateleira de medicamentos em farmácia

O segmento farmacêutico brasileiro é um dos maiores do mundo. O Brasil abriga cerca de 70 mil farmácias, das quais a maioria é independente. Neste cenário, empreender com negócios de farmácia não é nada fácil. Por isso, é sempre interessante buscar as histórias de quem “chegou lá”. É isto que você confere, na entrevista com Ginivaldo Batista.

  1. Planejamento de compras

planejamento de compras

O estoque é um ponto crítico para a gestão de empresas, independentemente do tamanho ou segmento de atuação. Confira com Victor Ferreira quais são os passos para realizar um planejamento ode compras de forma prática e implementá-lo em sua empresa, no artigo 7 passos do planejamento de compras.

  1. Economia criativa

economia criativa

A economia criativa é um segmento de atuação de diversas pequenas e microempresas ligadas ao talento e criatividade de empresários e empreendedores. Atuar com artes, artesanato, música, moda, cinema arquitetura e outras áreas criativas ainda é um desafio no Brasil, mesmo com toda diversidade criativa dos brasileiros. Para ajudar a compreender o contexto e a forma de atuar nesse mercado, entrevistamos Vinícius Cabral da Cocriativa. Confira a entrevista no no texto Economia criativa: 13 perguntas sobre o segmento.

  1. Indústria e marketing

indústria e marketing

A transformação digital, a indústria e o marketing estão ligadas de forma intensa devido ao potencial da indústria capitalizar investimentos em tecnologia. Mas como a indústria alcança o patamar de 4.0 e de que forma isso transforma as relações e o mercado? É isso que nos conta Carol Salgado, no artigo Indústria e marketing no 4.0, no qual ela aborda: inovação, novos hábitos, marketing e revolução digital.

  1. Selic e negócios

taxa selic juros

Entender o impacto que determinadas informações podem ter nos negócios pode parecer tarefa difícil em um mundo cada vez mais conectado e com novos meios de comunicação chegando ao mercado a cada instante. Mas, algumas informações não podem passar despercebidas, pela importância que têm na economia e no funcionamento dos negócios em todo país. Exemplo disso é a Selic, que é apresentada por Leonardo Medina no artigo Como a Selic influencia sua empresa.

  1. Mercado de alimentação

alimentação saudável

Para empreendedores que buscam inovar no mercado de alimentação saudável, que tem apresentado crescimento exponencial no mercado brasileiro, o artigo Como empreender no mercado de alimentação saudável apresenta oportunidades do mercado e modelos de negócio que se mentem na tendência para 2019.

  1. Negócios de turismo

negócios de turismo

Tendência no mercado brasileiro, o turismo se apresenta como oportunidade para empresário e empreendedores que querem inovar. Ideias de negócio  no setor de turismo são desenvolvidas a cada dia e com grande potencial para o sucesso. Isto e muito mais sobre o setor você confere no artigo 8 Ideias de negócio de turismo.

  1. Google analytics

métricas

A presença digital tem se tornado cada vez mais essencial aos negócios. Com ela surgem novos desafios à gestão, que precisa ser aprimorada e melhorada a cada dia. Neste contexto, o empreendedor precisa entender de novas ferramentas para alcançar o sucesso no contexto digital. O google analytics é um dos principais instrumentos de gestão na era da tecnologia. Para entender melhor esta ferramenta, Rafael Tunes nos trouxe o artigo 8 métricas para seu site alavancar com google analytics.

  1. Controle financeiro

controle financeiro

A importância das finanças para os negócios é indiscutível, e se você quer empreender ou já tem seu próprio negócio precisa entender as nuances das finanças. Separar finanças pessoais das empresariais, cuidar dos pequenos gastos, saber como sair do vermelho e muitas outras dicas sobre o tema estão disponíveis no artigo de Pedro Viana, Como fazer o controle financeiro de sua empresa.

  1. Emissão de nota fiscal

pessoa conferindo nota fiscal e validando orçamento

A emissão de nota fiscal pode ser um desafio, se você não contar com a ajuda de Laurana Viana. Em seu artigo, Como o MEI emite nota fiscal? ela apresenta um dos principais benefícios da formalização como microempreendedor, que é a emissão de nota fiscal. Confira no artigo os detalhes e diferenças para a emissão para negócios de prestação de serviços; indústria, transporte intermunicipal e/ou interestadual e comércio.

 

Top 10 vídeos de 2018

Top 10 vídeos de 2018

2019 já está trazendo suas novidades para empresários e empreendedores e você não quer ficar para trás? Então, aproveite nossa lista com os vídeos mais assistidos em 2018 em nosso canal no YouTube . Confira nosso top 10 aqui, e aproveite nosso conteúdo gratuito.

  1. O processo empreendedor

Pelo terceiro ano consecutivo em primeiro lugar, temos o Processo Empreendedor. Ele ajuda a direcionar a energia e a criatividade do empreendedor na realização de um novo negócio. E ensina o que é ser empreendedor. Vale a pena conferir as quatro etapas deste processo. Elas são: geração de ideias, a identificação de oportunidades, a elaboração do plano de negócios, a captação de recursos e o gerenciamento empresarial. Aproveite o processo empreendedor para tirar suas ideias do papel. Assista o vídeo e entenda um pouco mais a viabilidade de seu empreendimento. E também as ações para diminuir incertezas e riscos.

  1. Canvas do modelo de negócios

Subindo 3 posições, o modelo de negócios é a representação visual de como entregar valor ao cliente. Ele é ideal para quem quer desenvolver novas ideias ou remodelar estratégias. Como está sua visão de negócio? Você sabe qual é o valor que sua empresa gera e quem quer atender? O canvas do modelo de negócio é essencial para definir uma estratégia clara, a partir da compreensão do modelo de negócio da sua empresa.

  1. Iniciando o plano de negócios

Direto de nossa play list mais visualizada de todos os tempos, O Plano de Negócios, temos o terceiro lugar: iniciando o plano de negócios, que perdeu uma posição mas não a importância. Depois de se inspirar com o processo empreendedor, o caminho é iniciar seu planejamento com este vídeo. Entenda as sessões do plano de negócios e faça o seu de forma dinâmica. Entenda o sumário executivo, e saiba de que forma desenvolver a descrição da empresa; a missão, a visão e os valores; o diferencial do negócio, o perfil dos empreendedores e muito mais.

 

  1. Análise de mercado

Também da play list O Plano de Negócios, e essencial ao plano de negócios, é a realização da análise de mercado. Ela pode ajudar a entender alguns fatores importantes para a abertura e manutenção de empresa. Tais como: o mercado de atuação do negócio, o segmento de clientes atendidos, os concorrentes já presentes e a relação com os fornecedores. O vídeo análise de mercado permite identificar e entender seus clientes. Aproveite este conteúdo para posicionar melhor sua empresa para atendê-los.

  1. O plano operacional

Perdendo uma posição, temos o plano operacional, que é parte fundamental do  Plano de Negócios, Este vídeo permite saber como a empresa irá desenvolver ou comercializar seus produtos e serviços é parte essencial da criação e desenvolvimento de um negócio. O plano operacional descreve os processos para produção, venda e execução de serviços. Para que esta parte do plano de negócio seja bem desenvolvida, é preciso detalhar algumas questões. Assista esse vídeo e entenda a capacidade instalada do negócio, a produtividade dos equipamentos da empresa, a disponibilidade dos fornecedores e a capacidade de distribuição e armazenamento da empresa.

  1. Controle diário de caixa

Novidade na nossa lista, o controle diário de caixa é ferramenta fundamental para controlar a vida financeira da empresa, e deve projetar, para períodos futuros, todas as entradas e saídas de recursos financeiros. O controle diário de caixa consiste no fluxo de caixa, que é uma das mais importantes ferramentas de gestão financeira da empresa. Assista o vídeo e refine seu controle para garantir o sucesso em 2019.

 

  1. Gestão de compras e estoque

Também estreia na lista dos Top 10 vídeos, está o gestão de compras e estoque. Com este vídeo você poderá entender melhor como tomar as decisões de compra do seu negócio. Saber quando comprar, quanto comprar, quanto ter de variedade, a quantidade de fornecedores necessários ao negócio, tudo isso pode ter grande impacto na gestão do dia a dia de sua empresa. Veja o gestão de compras e estoque e saiba como usar essa ferramenta de forma prática e eficiente no seu negócio.

  1. Processo criativo – design thinking

Mantendo-se na oitava posição pelo segundo ano consecutivo, temos o desing thinking. Ele é uma metodologia, que pode ajudar a entender melhor seus cientes. E também pode contribuir na melhoria de produtos e serviços, já existentes. O processo criativo – design thinking  tem quatro itens de embasamento:   1. Empatia; 2. Experimentação; 3. Prototipação; e 4.realização.  Ficou curioso? Confira o vídeo.

  1. O plano de marketing

Cada vez mais importante para as empresas, plano de marketing é essencial para quem quer abrir um negócio ou deseja aprimorar sua empresa. Com ele, você pode planejar ações de como atuar no mercado, com foco em ampliar as vendas, realizar a captação de clientes de forma eficiente, e desenvolver estratégias de comunicação adequadas ao seu negócio. O vídeo plano de marketing  mostra o caminho para o sucesso da divulgação do seu negócio. Não perca.

  1. O plano financeiro

Perdendo três posições, temos o plano financeiro. Ele é o resultado final do plano de negócios e apresenta todas as ações planejadas em forma de números. O plano financeiro também é fundamental para realizar a análise comparativa entre receias e custos. Isso permite saber quanto será gasto e qual é o faturamento esperado para a empresa. Assim, você cria o demonstrativo de resultados e entende questões como o ponto de equilíbrio e o prazo de retorno do investimento.

 

Abrir Chat
Olá, em que posso ajudar?